... ...

Quais os cuidados que os corredores com diabetes devem ter?

Quem é corredor deve ter alguns cuidados como é óbvio, não é só calçar as sapatilhas fazer-se à estrada e correr. E quem tem diabetes então tem que ter cuidados ainda mais redobrados, a corrida tem grandes benefícios para quem é diabético. Antes de lhe mostrar quais os benefícios da corrida para quem tem diabetes, é importante relembrar que a diabetes é uma doença crónica que aumenta os níveis de glicose (açúcar) no sangue.

O exercício físico e nomeadamente a corrida reduz os níveis de glicose no sangue, o que reduz o risco de desenvolvimento desta patologia. Promove uma melhoria na pressão arterial, na ocorrência de problemas cardíacos, no risco de mortalidade, e promove uma melhor qualidade de vida para quem tem diabetes. Apesar de ter grandes benefícios, como referi no inicio deste artigo, os corredores com esta patologia têm que ter cuidados redobrados.

Quais os riscos que os corredores diabéticos têm que ter em conta?

Os corredores diabéticos têm que ter em conta alguns riscos associados à patologia que sofrem tais como:

  1. Problemas cardiovasculares
  2. Lesões musculares e ósseas
  3. Neuropatia
  4. Hiperglicemia
  5. Hipoglicemia retardada
  6. Hipoglicemia

1 – Problemas cardiovasculares

Para evitar ter problemas cardiovasculares faça exames antes de se aventurar no mundo do running, consulte o seu medico.

2 – Lesões musculares e ósseas

Se sente alguma dor muscular ou óssea, não treine com dores é preferível parar e identificar primeiro a lesão para correto tratamento. Nos corredores com diabetes a cura das lesões são mais demoradas.

3 – Neuropatia

Examine os pés de forma cuidada após o treino ou prova, os pés em corredores diabéticos sofrem mais.

4 – Hiperglicemia

Exercício físico contra-indicado nos diabéticos tipo 1 quando os níveis de glicose estão superiores a 250mg/dl. Exercício físico contra-indicado nos diabéticos tipo 2 quando os níveis de glicose estão superiores a 300mg/dl

5 – Hipoglicemia retardada

Ter uma alimentação cuidada é ainda mais fundamental, faça uma alimentação de acordo com o que o seu organismo mais necessita (mais apropriada a diabéticos). E monitorize os níveis de glicose algumas horas após o treino ou prova.

6 – Hipoglicemia

É importante que monitorize os níveis de glicose antes, durante e após o treino. Tenha sempre alguns hidratos de carbono prontos a ingerir.

Qual o tipo de treino que os corredores diabéticos devem fazer?

No que toca ao tipo de treino que os corredores com diabetes devem realizar, o treino aeróbio aliado ao treino de reforço muscular, é mais eficaz no controlo da glicose sanguínea.

Treino aeróbio

Relativamente ao treino aeróbio, deve ser realizado 3 a 5 vezes por semana e com uma intensidade moderada. O treino não deve ultrapassar as 150 horas semanais.

Treino de reforço muscular

Deve fazer treino de reforço muscular 2 vezes por semana não em dias consecutivos, e em dias que o treino aeróbio seja menos intenso. Com cargas nunca acima dos 70% da sua carga máxima dos exercícios.

Treino de alongamentos dinâmicos

Os alongamentos dinâmicos devem ser realizados em todos os treinos antes e depois do exercício, quer seja aeróbio ou de reforço muscular.

Se não sabe como realizar o tipo de treino que descrevi em cima fale com um treinador especializado em atletismo, só desta forma é que estará a treinar de forma correta e consciente. Siga estas recomendação e verá que os diabetes não serão um problema para quem é corredor!

Fonte: correrporprazer.com

loading...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: