... ...

Dieta do Paleolítico

Alguma vez se imaginou a voltar 10000 anos no tempo? Ou comer como o homem comia há 10000 anos? Pois, imaginamos que seja difícil voltar na máquina do tempo e pensar num mundo sem agricultura, sem comida de supermercado, sem fast-food. Mas já imaginou o quão saudável poderá ser cortar os aditivos que fomos adicionando à nossa dieta e optar por uma via mais rudimentar. Será tão mau assim cortar as gorduras, os açúcares e os alimentos processados e voltar a uma alimentação quase de recolha? Há muitas pessoas a optarem por esta opção alimentar recente. Chama-se Dieta do Paleolítico e torna-se cada vez mais um hábito alimentar do que uma dieta esporádica para reduzir o peso.

O que é a Dieta do Paleolítico

O movimento começou na França e tem crescido a olhos vistos entre os que defendem uma alimentação mais orgânica e mais afastada dos alimentos que podem criar intolerâncias. O que se pode ganhar com esta dieta? Durante o primeiro mês, a perda de peso pode chegar até aos sete quilos, dependendo do tipo de alimentação que costuma praticar. Depois do primeiro mês, a redução de peso deixa de ser tão significativa e passa a ser mais influenciada pelo exercício praticado. Para além disso, traz também alguns benefícios para a saúde, segundo os apoiantes deste regime alimentar. Problemas de estômago e de intestino deixam de ser tão flagrantes, reduz-se a flacidez e ajuda ainda a combater o cansaço generalizado. Além disso, doenças associadas à comida como a obesidade ou a diabetes estão fora da lista de quem pratica esta dieta alimentar.

Podemos falar nesta dieta como um regime para a vida? Sim, tudo depende da vontade de quem a pratica e de como se pratica. Como esta é uma dieta pobre em cálcio, deve tomar este nutriente em forma de suplemento ou consumir mais alimentos onde este esteja presente. Quais são afinal os alimentos permitidos na dieta do Paleolítico? Carne vermelhas e brancas e peixe o mais natural e orgânico possível são obrigatórios, assim como os ovos e os mariscos. A dieta Paleolítica é muito rica em proteína, mas também em muito ferro e vitaminas, através do elevado consumo de vegetais e de frutas. O que é que está fora desta dieta? Sobretudo hidratos de carbono na forma de massas e arroz, açúcar ou alimentos com este, cereais e batatas, leguminosas como o feijão ou o grão e o leite e os seus derivados. Como vê, esta dieta alimentar não difere muito daquilo que se julga ser a alimentação dos nossos antepassados: muita carne de caça e peixe fresco, raízes, ovos, legumes, bagas e frutos. Tudo isto existia antes de surgir a agricultura.

E em termos nutricionais, o que se ganha com a Dieta Paleolítica? Primeiro, muita fibra presente nos legumes e nas frutas consumidas, muita proteína, óleos gordos como o ómega 3, antioxidantes, vitaminas e minerais. A água e as infusões devem ser as bebidas que o acompanham, prefira as frutas para utilizar como snacks e lanches e cozinhe os vegetais da forma como mais gosta. Use especiarias para temperar a comida, em vez do sal e reduza o consumo do azeite. Obviamente, nada é proibido na sua alimentação, mas reduzir os alimentos processados vai, com certeza ajudá-lo a perder os quilos que tanto deseja.

loading...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: