... ...

Dicas para aprender a gostar de Correr

A corrida é um dos desportos que mais está na moda na atualidade, é um dos desportos da moda por vários motivos. Não é preciso material de treino muito especializado, pode ser praticado em qualquer lugar e pode ser praticado com grupos grandes de colegas de treino. Logo tem tudo a favor para ser um dos desportos mais praticados em todo o mundo!

Mas como é óbvio muitos começam a correr e por vários motivos perdem a motivação, aquele “fogo de vista” inicial vai-se perdendo com o tempo. Isso acontece por vários motivos, as primeiras semanas são sempre as mais penosas. As inevitáveis e normais dores musculares começam a aparecer, o cansaço e a inevitável preguiça para calçar as sapatilhas e ir treinar começa a tomar conta de si!

Mas é possível combater todos esses sintomas que levam à desistência de correr, mas para saber como os combater é preciso perceber primeiro o que se passa na “crítica” fase de adaptação do organismo. O corpo e a sua mente ainda se estão a adaptar a novos estímulos que não estavam habituados, por outras palavras o corpo não está habituado a correr!

O que acontece no organismo quando se começa a correr?

As primeiras alterações começam ao nível pulmonar, a falta de fôlego será o primeiro sintoma a combater para não desistir de correr. Após 6 a 8 semanas o coração começa a ficar com uma maior capacidade de contração tanto em repouso como durante o exercício, o que permite um melhor fluxo sanguíneo para os músculos e tecidos. Desta forma os corredores podem treinar e correr com frequências cardíacas mais baixas, o que faz com que o coração pulse menos para realizar o mesmo esforço. Logo a sensação de cansaço diminui.

Dores musculares

Outro dos sintomas que faz com que as pessoas deixem de correr é as dores musculares. Estudos realizados estimam que em 12 semanas os músculos e as fibras musculares, possam ter um aumento da capacidade do uso do oxigénio. Isto permite que os músculos tenham uma maior energia para uma contração mais económica, retardando os efeitos da fadiga e das dores.

Ter um plano de treino adequado

Já tenho vindo a referir em vários artigos escritos aqui no blogue, que é fundamental que os corredores tenham acompanhamento especializado para terem uma evolução sustentada! Este é um dos principais motivos porque os iniciantes deixam de correr, pouco ou nada percebem de planos de treino e traçam metas impossíveis. Quando essas metas não são atingidas por uma má planificação de treino desmotivam e deixam de correr. Como é óbvio ao começar a correr os pequenos objetivos tais como perder peso, ter uma melhor mobilidade e resistência para as pequenas tarefas do dia-a-dia, têm que ser comemoradas. Quando os planos de treino são feitos de forma correta, a falta de motivação e a desistência de correr por parte dos iniciantes é mínima.

Dicas para os iniciantes não deixarem de correr

Não tenha medo nem vergonha de caminhar

No inicio para muitos iniciantes na corrida correr alguns quilómetros seguidos pode ser muito complicado, por isso mesmo quando sentir que está a perder o fôlego não se iniba de caminhar alguns quilómetros. Ao caminhar o seu organismo está a trabalhar mas de uma forma menos acelerada.

Descanse bem no pós treino

Ao início treinar todos os dias ou alguns dias por semana pode ser penoso devido à fadiga muscular, por isso é imperativo que descanse bem para que o organismo se consiga recuperar de forma eficaz e ter ganhos com a corrida.

Não exagerar no ritmo

É muito normal que os iniciantes não conheçam muito bem o seu organismo nem a que ritmo devem correr, por isso exageram e perdem o ritmo e fôlego muito rapidamente. Quando se corre em grupo é normal tentar acompanhar os colegas de treino, se não tiver uma condição física semelhante não o faça. Corra ao seu ritmo e não tente acompanhar quem tem mais tempo de treino.  Por isso mesmo o que aconselho é que no início comece com ritmos mais lentos para uma melhor adaptação do organismo.

Não se compare aos outros

No início as comparações com outros corredores são normais, mas não o faça! Não entre em comparações com outros atletas nem se sinta inferior, só tem é que pensar em si mesmo e “lutar” para melhorar os seus objetivos pessoais. Não pense que não vai conseguir atingir os seus objetivos, isso é meio caminho andado para desmotivar e deixar de correr.

Como já referi no início deste artigo, as primeiras semanas são críticas e as mais duras para quem começa a correr. É também nas primeiras semanas que a motivação desaparece devido aos sintomas que referi em cima, siga as dicas que dei e aprenda a gostar de correr!

Fonte: suacorrida

loading...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: