... ...

Tomar Anti-Inflamatórios antes de Correr é bom ou mau?

Os anti-inflamatórios tais como o como o ibuprofeno, o diclofenac ou aspirina (ácido acetilsalicílico), são comprimidos muito utilizados pelos corredores antes das provas ou treinos para evitarem inflamações ou para ter melhor rendimento. Por ser um comportamento e uma coisa que muitos atletas fazem não quer dizer que seja bom, consumir anti-inflamatórios pode não ser tão bom como muitos corredores pensam.

 

Como é que os anti-inflamatórios reagem?

Uma das grandes razoes porque se consomem tantos anti-inflamatórios é que ideia generalizada é que a inflamação é uma coisa má, no entanto a inflamação não é necessariamente uma coisa má. É uma tentativa de proteger o seu corpo a eliminar estímulos nocivos e iniciar o processo regeneração. O ibuprofeno, diclofenac, naproxeno, aspirina, etc., são as drogas anti-inflamatórias não esteroides, que trabalham para que o organismo não produza prostaglandinas. As prostaglandinas são substâncias naturais que estão envolvidos em vários processos do nosso corpo:

  • Proteger a mucosa gástrica
  • Regular a pressão arterial
  • Gerar inflamação numa área lesionada (causando dor, vermelhão, inchaço).

Porque é mau tomar anti-inflamatórios antes de correr?

Consumir anti-inflamatórios antes de correr é maus porque pode causar alguns efeitos secundários tais como:

Lesões intestinaisPara determinar os efeitos do consumo de ibuprofeno antes do exercício na mucosa gástrica, foi realizado um estudo onde alguns indivíduos treinaram de bicicleta sob as seguintes condições:

  • Consumindo 400 mg de ibuprofeno em duas doses antes do treino
  • Sem consumir ibuprofeno
  • Consumindo 400 mg de ibuprofeno em duas doses em repouso
  • Sem tomar ibuprofeno em repouso

Os resultados do estudo mostraram que tanto o consumo de ibuprofeno como os níveis de atividade física aumentaram os valores de biomarcadores de dano intestinal. Estes valores aumentaram ainda mais aquando da combinação de actividade física após o consumo de ibuprofeno. Como resultado, os investigadores concluíram que o ibuprofeno agrava o aparecimento de lesões intestinais induzidas pelo exercício.

Não evitam inflamações posteriores ao exercício – Em outro estudo foi solicitado a ajuda de 32 voluntários que consumiram o ibuprofeno ou placebo 30 minutos antes de um treino em descidas. O objetivo do estudo foi determinar os efeitos do ibuprofeno para reduzir a dor muscular e lesão muscular após o exercício. Os resultados do estudo mostraram que:

– O consumo de oxigênio foi igual nos corredores que consumiram ibuprofeno e aqueles que consumiram placebo.

– O desconforto muscular causado como resultado da atividade física eram iguais.

– Os valores de creatina-quinase (uma enzima que é uma evidência de danos musculares) foram maiores após o consumo de ibuprofeno.

Ou seja o dano muscular foi maior aquando do consumo de ibuprofeno.

 Não previnem o dano muscularAs competições ou treinos mais longos por norma tendem a fazer mais danos musculares que o normal, logo é necessário uma boa recuperação muscular pós prova. Muitos acreditam exatamente no oposto que, o consumo de anti-inflamatório não esteroide não reduz o dano muscular.

Não melhoram o rendimentoApesar de todos os pontos negativos mencionados em cima, muitos corredores ainda acham que os anti-inflamatórios melhoram o rendimento. Um estudo realizado em atletas de longas distâncias (maratona e meia maratona), revelou que:

– A utilização de anti-inflamatórios não evita o abandono em competições de longa distância.

– Entre alguns atletas que abandonaram as provas devido a dores de estomago, estas foram provocadas devido a um elevado número do consumo de anti-inflamatórios.

– As dores nos músculos e articulações no pós prova, eram maiores nos atletas que consumiram anti-inflamatórios.

corrida

Qual o anti-inflamatório mais perigoso – No mesmo estudo do ponto acima, foi também analisado qual o anti-inflamatório que teria mais efeitos negativos. E a conclusão foi que era a aspirina (com 87% dos indivíduos analisados com efeitos negativos), seguido de ibuprofeno (52%) e, finalmente, o diclofenac (10%).

Por isso mesmo pense duas vezes antes e tomar algum medicamento para melhor o rendimento seja ele qual for, mesmo que lhe digam que não faz mal pense sempre duas vezes e informe-se antes de o tomar!

Fonte: runfitners.com

loading...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: